pequeno alumbramento paulista

hoje te assisto com um sorriso no canto da boca. menos movimentada devido ao feriado, posso te apreciar com mais cuidado. o céu amanheceu cinza e foi se azulando ao longo da manhã. ninguém resiste ao sol, até a neblina se derrete. da janela do carro, eu tento guardar tudo o que vejo. os prédios são muitos, escolho apenas alguns: pela arquitetura ou pelas roupas no varal. vejo os ipês e eles me pintam de aquarela. passo pelos viadutos, por cima e por baixo, e estranhamente sinto que te pertenço. e tu também me pertences. em paz, digo um te amo bem baixinho, para quase ninguém ouvir.

*postado no facebook no dia 5 de junho de 2015*

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s