namorar é comer

Sangue de cristo tem poder! Que blog abandonado é esse? Eu ando meio preguiçosa das ideias, de tanta gente cagando regra e fazendo textão nesse mundo, aí acabo abandonando esse espacinho querido. Mas juro que vou voltar a ficar assídua. Perdoua, gente!

Não era a minha intenção ficar falando tanto de comida, mas acontece que acontece. Sem querer querendo. Hehe.

No feriadão mozão veio me visitar e a gente conseguiu escapulir para o Rio, então aproveitamos para fazer uns passeios gourmet, além de fritar na praia. Afinal, o que a pessoa faz quando namora? Come, né!

No Rio, nossa primeira refeição foi em um restaurante meio baiano em Santa Tereza. Só que eu não lembro nome, endereço, nem nada. Só sei que comemos uma moqueca de camarão incrível e eu esqueci de tirar foto. Foi mals.

À noite, alguns amigos tinham indicado um lugar chamado Comuna, em Botafogo. Uma hamburgueria meio hipster, com vários drinks, música boa e gente bonita. Paulo e eu passamos o dia inteiro turistando (com direito a uma fila de duas horas para o Cristo Rendentor) e chegamos no lugar mortos de fome. Para esperar uma amiga antes de comer os hamburgui, resolvemos pedir umas entradas e foi o maior erro do mundo.

O lugar é realmente interessante, depois descobrimos que os hambúrgueres também são deliciosos e o atendimento é maravilhoso (aliás, fomos bem atendidos em quase todos os lugares, quebrando esse clichê carioca. ê!). Porém, porém, porém… As entradas decepcionaram demais e a gente acabou saindo de lá com uma sensação não tão boa. Pedimos o Spring Fresh Roll, uns rolinhos veganos com shitake, rúcula, cenoura enrolados em uma folha de arroz muito gosmenta. 😦 Eu costumo ir sempre nas pedidas vegan e veggies, mas acho que hamburguerias isso não é tão legal. Estava pegajoso e sem gosto. Tentando limpar a imagem, pedimos os Dadinhos de Tapioca. Não estava tão ruim quanto o primeiro, mas achei os dadinhos muito grandes e aí o miolo também ficava um pouco pegajoso. Quén, novamente.

Quando Dora chegou, Paulo e eu já estávamos cheios e acabamos dividindo um sanduíche. AÍ SIM, MEUS AMIGOS! O escolhido foi o Trash Humpers: 160 gramas de carne moída com bacon, gouda, maionese de bacon e tiras de bacon caramelizadas. Acho que não precisa explicar por que estava in-crí-vel, não é?

FullSizeRender (1)

Não sou uma pessoa muito fã de hambúrguer, mas este aí superou todas as minhas expectativas. Pão fofinho, carne saborosa e molinha dentro e, claro, bacon. Muito bacon! Ou seja, a dica aqui é: vão no Comuna, mas foca nas carne! E lembrando do detalhe que cada uma das entradas custou R$ 18, enquanto o hambúrguer foi R$ 26.

Outra dica no RJ é o Restô Ipanema, em Ipanema (dã). É um restaurante um pouco mais classudo e caro, mas que vale a pena cada dilma desembolsada. Fomos almoçar lá depois de boas horas fazendo as pazes com a vitamina D.

A entrada foram uns champions recheados com queijo de cabra, uvas e amêndoas (olha o raio gourmetizador aí geeente!). Nunca tinha comido cogumelo assim e achei uma ótima ideia para fazer em casa, receber amigos… Eu tirei foto mas não tou achando, se encontrá-las coloco aqui.

Para o prato principal, pedi uma salada e, sem brincadeira, foi a melhor que eu já comi na vida. É a Salada Cris e consiste em: camarão marinado, feijão fradinho, gomos de laranja, tirinhas palmito e abobrinha, rúcula, salsa e cebolas roxas em vinagrete de laranja com gengibre. Até Paulo ficou com inveja. Ela era muito saborosa e refrescante ao mesmo tempo, com um gosto mais cítrico e texturas variadas, sabe? Podia comer todos os dias.

IMG_7835

Paulo foi na Massinha de Filezinho. Espaguete com um ragu de filé mignon e bacon, mozzarella e molho de tomate. Também estava delicioso. O macarrão bem al dente e o molho grossinho, sem ser muito ácido.

IMG_7825

Achei o restaurante uma graça, a decoração toda colorida, com referências meio cássicas meio pops, uma casa com janelões... Só amor! Como falei, os pratos são um pouco mais caros. As saladas variam de 35 a 40 reais e os pratos de 40 a 70 reais. Todos com porções generosas, apesar de nas fotos não parecer muito. (Foi mal por essas fotos toscas de iPhone, galera. Tou cheia das desculpas neste post-correria heheh)

E eu não poderia terminar este post sem falar do café da manhã dos deuses que a gente tomou também em Santa Tereza, em um lugar chamado Bonde Sucos. Achamos ele caminhando pelo bairro a procura do ponto de ônibus e pedimos um ”café da manhã para dois”, que custava R$ 36. Até aí ok, a gente estava esperando uns pães e suco, né? Mar minha gente! Não parava de chegar comida na nossa mesa. Ao todos foram 4 pães torrados, 2 fatias de queijo minas assado, presunto, 4 ovos com bacon, dois sucos de laranja, café preto, duas saladas de fruta e potinhos de iogurte, mel e granole (que na foto abaixo já tinham sido devorados). Sério, indico muito para que estiver hospedado ali pela região. Foi até difícil ir para a praia depois disso.

IMG_7602

No domingo, nós voltamos para São Paulo e tivemos outras experiências gastronômicas no Jamie’s Italian e no Holy Burguer. Mas eu vou deixar pra falar no próximo post, daqui a alguns dias (poucos, juro!). Volta aqui pra saber, tá?

E se vocês quiserem ajudar esse projeto de blogueira aqui, fala comigo o que vocês gostariam de ver por aqui no Meu Quarto. Vou adorar as sugestões ❤

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s