vermelho

Parece que sangro.

Abaixo para entender de onde vem aquele vermelho que suja o chão do banheiro e se mistura com a água até o ralo. De cócoras, olho os meus pés. Cortei as unhas rentes demais e feri a ponta do dedo anelar. Lavo com sabão e deixo cair mais água para estancar. Sinto a dor antecipada do machucado sendo apertado pelo sapato ao longo do dia.

Levanto com o sabote nas mãos e olho a calcinha pendurada no pequeno varal improvisado ao lado do xampu e das giletes. Uma mancha escura no meio. Estou nos últimos dias e, da perna, também escorre um filete vermelho quase transparente. Antes de limpar, aproveito para liberar o xixi que prendia sem nem perceber. Puro hábito.

Continuo o banho com a cabeça longe. Repito os gestos de sempre, de forma automática, e busco a escova de dentes na pia. Ao cuspir, vejo que a espuma está de outra cor. Também ela tem um pouco de sangue. Passo a língua pela boca e sinto um gosto ácido. Tenho as gengivas inflamadas mais uma vez. Mostro-me os dentes no espelho e o falso sorriso me assusta; vermelho.

Percebo que sangro por inteira. Escorro de dentro para fora em fortes cor e sabor.

Quase tudo o que acontece por dentro da gente circula por comandos muito pouco conscientes. Não escolhemos respirar, trocar os gases no coração e depois soltar o ar. Não pedimos para mandar o sangue molhar o dedo com a unha cortada. E nem planejamos liberar as células que não foram usadas neste ciclo. Apenas vivemos e seguimos existindo nessa lógica.

E desse mesmo jeito aprendemos a ocultar outros fenômenos de nós. Colocamos por baixo de camadas mais ou menos visíveis o que é de difícil exposição. Até quando seja possível segurar.

Saio do banho. Olho o corpo nu e só vejo pele. Branca e coberta de sinais disformes. Não há vermelho por parte alguma. Não há sangue, cortes ou inflamações que cheguem aos olhos. Por fora, tudo continua equilibrado; nada salta nem jorra.

Assim, me enxugo. Escondo o que guardo por dentro e me visto para trabalhar.

 

IMG_5384

imagem do Pinterest (via: clurichauns)

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s