gaveta

Tomo remédio para matar um tipo de vida que cresce em mim. De doze em doze horas é preciso lembrar da fórmula que ataca esses seres que só conheço de nome. São invisíveis e me atingem na fala. Fazem doer onde preciso sair. São vidas que eu mesma cultivei, veja só.

Sinto também outra dor. De algo que precisa escorrer para manter o ciclo; mas está preso, contido, retido. Um mal estar físico – ao menos – sai pela pele e diz que algo não vai bem nas partículas mais pequenas.

Não consigo lembrar de mim. Distante, difusa e nebulosa, nem noto o jasmim cor de rosa caído no chão.

Faço um esforço. Espero mensagens que nunca vão chegar, acredito tempos que não vão amansar, anseio por mudanças que continuam iguais. Penso em Clarice: ando cansada, extremamente ocupada e tomando conta do mundo.

Seguro nas duas mãos o café que vai machucar meu estômago em instantes. Agora, é tudo assim. O meu pouco de idade pesa e preciso ter moderações.

Já não vejo o sol há dias e nem mesmo escuto a chuva cair. No lugar, ouço as dores de amigas – e reconheço os percursos que precisaram percorrer sozinhas para acender alguma luz na caverna dos outros. Desbravamos.

Vasculho os escombros do meu bloco de notas. Frases desconexas e palavras bêbadas anotadas sem compromisso. Parar me agita. Sigo no fluxo, faço mais café.

Exijo respostas e – em terapia – repito as mesmas palavras de sempre. O ar voltou aos pulmões; agora é só a dor para desvendar.

Jorro todos esses lamentos para abafar uma verdade: a carta mais difícil de escrever talvez eu nunca consiga terminar. Vai ficar perdida e esquecida em esboços e pedaços soltos de papel; misturados na gaveta com notas fiscais, lixo e um pedaço gasto de lixa de unhas.

IMG_8765

imagem do Pinterest

 

 

 

One thought on “gaveta

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s